TÓPICOS

Existem três vezes mais telefones celulares do que banheiros na África

Existem três vezes mais telefones celulares do que banheiros na África


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Por Busani Bafana

Apesar de ser signatário de diversos acordos para garantir a segurança hídrica, este continente simplesmente não tem condições de oferecer a infraestrutura necessária para que todos possam usufruir desse direito, explicou o especialista Mike Muller.

A África Subsaariana usa menos de 5 por cento de seus recursos hídricos, mas o custo do serviço encanado para todos os cidadãos pode ser proibitivo, disse Muller da Universidade Witwatersand na África do Sul.

“O abastecimento doméstico de água é uma prioridade política em África e o saneamento tornou-se mais importante, mas os serviços custam dinheiro”, afirmou.

O Conselho Mundial da Água (WWC), fundado em 1996 com mais de 300 membros que defendem a segurança hídrica, observa que o mundo precisará alocar cerca de 650 bilhões de dólares por ano até 2030 para construir a infraestrutura necessária para garantir a segurança hídrica universal .

Problemas de água ainda são comuns

Este continente ainda está longe de aproveitar o retorno de seus investimentos no setor de água. Por exemplo, tem mais cidadãos com telefones celulares do que pessoas com acesso a água potável e banheiros sanitários.

Um relatório de 2016 publicado pela Afrobarometer, uma rede de pesquisa pan-africana que estudou o acesso a serviços básicos e infraestrutura em 35 países africanos, concluiu que apenas 30 por cento dos africanos tinham acesso a banheiros e apenas 63 por cento a água encanada, mas 93 deles tinha serviço de telefonia móvel.

Os governos devem investir em projetos de água que forneçam água potável a todos os cidadãos em um mundo onde 800 milhões de pessoas não têm acesso a ela e onde doenças derivadas da água contaminada deixam 3,5 milhões de pessoas mortas a cada ano, disse o WWC no âmbito da World Water Dia, que é comemorado nesta terça-feira, dia 22, sob o lema: “Águas residuais, para que desperdiçar água?”.

O WWC alertou que a insegurança da água custa à economia mundial cerca de 500 bilhões de dólares por ano.

“Os líderes mundiais perceberam que o saneamento é fundamental para a saúde pública, mas devemos agir agora para atingir a Meta de Desenvolvimento Sustentável (ODS) seis,“ Garantir a disponibilidade de água e sua gestão sustentável e saneamento para todos até 2030 ”, lembrou o presidente da WWC, Benedito Braga.

“Precisamos de um compromisso do mais alto nível para garantir a disponibilidade de recursos de água potável em todas as cidades do mundo”, disse ele.

A falta de água, alertou Braga, pode contribuir para a fome, a guerra e a migração descontrolada e irregular.

“A água é um ingrediente essencial para o desenvolvimento social e econômico em todos os setores; garante que haja comida suficiente para todos, fornece fornecimento de energia estável e suficiente e garante a estabilidade do mercado e industrial entre outros benefícios ”, disse ele.

O mundo não conseguiu cumprir a meta de saneamento para 2015 e 2,4 bilhões de pessoas ficaram sem atendimento e com a necessidade de investir em água e saneamento, que segundo o WWC deixaram cerca de US $ 4,3 de retorno para cada dólar investido, com a redução dos custos com saúde, ele disse.

Riqueza de águas residuais

A UN Water lembra que as águas residuais são uma fonte inexplorada se devidamente tratadas.

Trata-se de “uma combinação de efluentes domésticos compostos por água negra (fezes, urina e lodo fecal) e cinza (do banheiro e cozinha), além de água de estabelecimentos comerciais e efluentes de instituições e da indústria e agricultura”, segundo para a ONU.

De acordo com o quarto Relatório sobre o Desenvolvimento da Água no Mundo, atualmente apenas 20% do esgoto é tratado de maneira adequada e isso depende principalmente da receita de cada país.

Isso significa que a capacidade de tratamento é de 70% do total de águas residuais em países de alta renda, em comparação com apenas 8% em países de baixa renda, de acordo com o relatório analítico da ONU Water, Wastewater Management.

“É necessária uma mudança de paradigma na política mundial de recursos hídricos, não só para evitar maiores danos aos ecossistemas sensíveis e ao meio aquático, mas também para sublinhar que as águas residuais são um recurso (em termos de água e também de nutrientes para uso agrícola), cuja eficácia a gestão é essencial para a segurança futura da água ”, disse UN Water.

Muller apontou que a África não pode se concentrar nas águas residuais sem primeiro garantir um serviço adequado de água potável.

“O foco nas águas residuais reflete os desejos do mundo rico de reduzir a poluição, proteger o meio ambiente e vender tecnologia”, observou Muller.

“Existem grandes cidades onde a água 'usada' é tratada e reaproveitada, noutras os agricultores periurbanos procuram água não tratada porque é um fertilizante valioso”, explicou.

“Mas em locais sem abastecimento de água adequado ou sem esgoto para escoamento de esgoto, seu tratamento ainda não é uma prioridade, porque sem abastecimento de água potável não pode haver esgoto”, afirmou.

De acordo com o WWC, cerca de 90% das águas residuais do mundo são despejadas no meio ambiente sem tratamento. Mais de 923 milhões de pessoas não têm acesso a água potável e 2,4 bilhões não têm saneamento adequado.

“Quase 40% da população mundial já sofre com a escassez de água, que pode aumentar para dois terços dela até 2025. Além disso, cerca de 700 milhões de pessoas vivem em áreas urbanas sem banheiros seguros”, disse o Conselho.

O esgoto pode ser uma fonte de líquido vital em tempos de seca, especialmente para a indústria e a agricultura, de nutrientes para o solo, para a agricultura, um condicionador do solo e uma fonte de energia.

Algumas impurezas nas águas residuais são úteis como fertilizantes orgânicos. Com tratamento adequado, também podem ser utilizados para pastagens de gado.

“Avançar na área da água potável é um sucesso temporário se não forem contemplados outros elementos como o saneamento e a gestão das águas residuais, especialmente nas zonas urbanas”, disse à IPS Clever Mafuta, coordenador do GRID-Arendal.

“As águas residuais acabam em fontes de consumo e, se não forem bem geridas, perdem-se os ganhos no abastecimento de água potável”, acrescentou Mafuta, cuja organização com sede na Noruega colabora com o Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUMA).

A ONU estima que apenas a África subsaariana perde 40 bilhões de horas por ano coletando água, um ano inteiro de trabalho para a população francesa.

A Visão da Água para a África para 2025, lançada pelas agências das Nações Unidas e órgãos regionais africanos em 2000, identificou condições extremas de clima e precipitação, governança inadequada, arranjos institucionais na gestão de bacias hidrográficas e financiamento insustentável de investimentos em água e saneamento como ameaças à escassez de água em este continente.

Os ministros da área africanos adotaram a Declaração de Saneamento e Higiene de Ngor em maio de 2015 no Senegal, prometendo fornecer acesso ao saneamento e eliminar a defecação a céu aberto até 2030. Pior ainda é uma meta distante.

O Conselho de Ministros Africanos da Água desenvolveu um sistema de monitoramento e informação para o setor de água e saneamento.

O Secretário Executivo Canisius Kanangire viu isso como um passo importante para garantir a gestão eficaz e eficiente dos recursos hídricos do continente e o fornecimento de acesso adequado e igual à água e ao saneamento para todos.

Traduzido por Verónica Firme

Foto: Meninas e meninos coletam água de um canal no sistema de irrigação de Magwe, no sul de Matabeleland, Zimbábue. Crédito: Busani Bafana / IPS.

IPS News


Vídeo: Como Escolher Vasos Sanitários. Leroy Merlin (Julho 2022).


Comentários:

  1. Schuyler

    Tudo a mesma coisa, e assim por diante indefinidamente

  2. Jayar

    Sim, parece atraente



Escreve uma mensagem